CONECTIVIDADE

Conectividade no campo: 5 benefícios de ter máquinas conectadas

Sabe a internet que você está usando para ler essa frase, agora? Acredite, no ambiente rural ela também se tornou um insumo agrícola de grande importância.

E isso não é um exagero, a conectividade no campo agora é considerada um insumo fundamental para a inovação das lavouras, segundo o próprio Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Neste cenário, todos sabemos que as tecnologias para o agro não param de evoluir. Porém, a conexão com a internet nas áreas rurais é fator essencial para que os agricultores realmente possam aproveitar toda a capacidade das ferramentas digitais na prática.

Assim, mesmo com os avanços, a conectividade no campo ainda é um grande desafio na área rural. Isso porque ter internet na sede da fazenda não é o bastante – a não ser que o seu objetivo seja só mandar áudios e mensagens.

Para fazer a Agricultura Digital acontecer na lavoura, é importante garantir que os dispositivos e maquinários estejam sincronizados, integrados e conectados. Isso tudo, é claro, demanda investimento em estrutura quanto à qualidade da conectividade.

Mas será que realmente vale a pena investir na conectividade no campo? Os benefícios fazem mesmo a diferença no final da safra? É isso o que você vai descobrir até o final dessa leitura. Confira!

conectividade no campo

Os desafios da conectividade no campo

Os avanços tecnológicos no agro estão revolucionando o setor como nunca. A Era do Agro 4.0, também chamada de “Era da Agricultura Digital”, está sendo a maior aliada na missão de alimentar o mundo em quantidade e qualidade suficientes, mas sem esquecer da sustentabilidade.

Isso porque, através das ferramentas digitais e da maior disponibilidade de dados, os agricultores estão conseguindo dominar com mais assertividade os fatores que eles podem controlar no campo.

Com um manejo preciso, direcionado e dentro das condições ideais, as lavouras ganham em produtividade e rentabilidade. Dessa forma, o agro está conseguindo avançar em níveis recordes de produção, sem que precise abrir novas áreas de cultivo.

Diante das possibilidades e oportunidades de desenvolver novas soluções para esse mercado, as empresas de tecnologia estão cada vez mais empenhadas em criar ferramentas que possam facilitar a vida dos agricultores e melhorar suas safras.

Do outro lado, os agricultores estão cada vez mais adeptos e abertos para testar as inovações em suas propriedades e ver com os próprios olhos como a tecnologia pode agregar valor ao seu negócio.

Se de um lado temos oferta de tecnologia, e do outro temos demanda por essas soluções, a agricultura está pronta para viver uma verdadeira revolução, certo?

Bom, essa é a ideia – no entanto, como já citado, a falta de conectividade no campo ainda é um fator limitante para que essa transformação aconteça com maior agilidade.

Por mais que novos dispositivos, sensores e plataformas sejam lançados, sem um bom sinal no campo, a aplicação prática dessas inovações é comprometida.

E é por isso que o tema “conectividade no campo” tem sido destaque nos últimos eventos envolvendo o Ministério da Agricultura e outras instituições do agro.

conectividade no campo

Como está a conectividade no campo nas lavouras brasileiras

De acordo com um levantamento recente feito pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq/USP), atualmente somente cerca de 23% das propriedades rurais possuem sinal de internet móvel.

Ainda de acordo com o estudo, com a ampliação desse sinal, o Brasil poderia ter um crescimento no valor da produção agrícola de até R$ 100 bilhões.

Com a chegada do 5G no Brasil, as expectativas futuras para o setor são altíssimas. Na teoria, a internet 5G deve ter uma velocidade 100 vezes maior que a da tecnologia 4G – o que pode acelerar ainda mais a conectividade no campo e criar novas possibilidades para inovarmos no agro.

O futuro com robôs percorrendo as lavouras e enviando diagnósticos para o seu celular enquanto você faz outras coisas longe da fazenda pode não estar tão distante da nossa realidade assim. Consegue imaginar?

Na Inglaterra, por exemplo, os pecuaristas já utilizam colares com tecnologia 5G em rebanhos bovinos para acompanhar de longe tudo o que elas estão fazendo, como quando estão se alimentando ou dormindo – é o verdadeiro reality show do curral.

No Brasil, o projeto Fazenda Conectada Case IH tem mostrado na prática como o futuro já chegou e já pode transformar a realidade dos agricultores brasileiros.

Ainda não conhece a Fazenda Conectada? Então convidamos você a acompanhar o que está acontecendo no município de Água Boa – MT:

 

 

5 benefícios da conectividade no campo ao seu negócio

Até aqui você já entendeu que o campo está cada vez mais conectado e digitalizado – e que essa tendência está crescendo de maneira exponencial no Brasil e que mesmo diante dos desafios, a conectividade no campo já é uma realidade.

Mas, como um empreendedor prudente, ainda pode estar se perguntando se ter máquinas conectadas vai mesmo trazer um retorno que compense o investimento.

Para te esclarecer esse ponto, listamos as principais vantagens que o uso de máquinas conectadas pode trazer para o seu negócio. Confira:

 

1. Com maior conectividade no campo suas decisões serão baseadas em dados

Com máquinas conectadas na lavoura, o produtor rural tem a possibilidade de colher dados durante as operações e gerar mapas durante todas as fases da safra.

Esses mapas facilitam a visualização de todas as operações, com seus respectivos manejos e especificações, resultados e relatórios.

Com acesso a essas informações reais sobre sua lavoura, o planejamento da próxima safra pode ser feito com base no que funcionou e no que precisa ser mudado na última safra.

Ou seja, as máquinas conectadas permitem que você tome decisões assertivas baseadas no histórico da propriedade, não apenas em achismos e teorias, mas em resultados reais.

 

2. Você poderá acompanhar o desempenho das operações

Além de construir um histórico da fazenda, a conectividade no campo, através dos maquinários agrícolas, também viabiliza o acompanhamento das operações em tempo real.

Dessa forma, você pode conferir o desempenho operacional de cada máquina, por operador e por área. Além de identificar o tempo gasto nas operações e poder calcular o custo com maior precisão, esses dados também ajudam na hora de evitar a entrada em áreas já trabalhadas.

Essa melhor organização reduz custos e evita desperdícios, impactando positivamente a rentabilidade final da safra.

 

3. Receba alertas de falhas a tempo de evitar custos e prejuízos

Caso haja falha nas operações, como plantio, colheita ou pulverização, as máquinas conectadas podem emitir alertas em tempo hábil para fazer a correção, algumas até fazem a correção de forma instantânea, sem necessidade de uma tomada de decisão do operador.

Quando essa identificação é feita a tempo, a reentrada nas áreas também pode ser evitada. Ao verificar uma falha na linha de plantio logo após a semeadura, por exemplo, você não precisa esperar a germinação para fazer o replantio.

Nesse cenário, a conectividade no campo reduz os custos operacionais e também os prejuízos na produtividade que as falhas poderiam causar.

 

4. Reduza os custos operacionais com manejos direcionados e assertivos

Se você já conhece os benefícios da agricultura de precisão, precisamos ressaltar que: a tecnologia de aplicação através de máquinas conectadas pode fazer toda a diferença nos seus resultados!

Com um monitoramento eficiente e em tempo real da lavoura, você consegue monitorar pragas e doenças com mais agilidade e facilidade, além de poder mapear também possíveis deficiências causadas por outros fatores, como água ou nutrientes.

Identificando os pontos críticos da lavoura, as máquinas conectadas farão o trabalho de aplicar soluções nos locais e nas quantidades necessárias, sem desperdício de tempo e insumos.

Dessa forma, você assegura a saúde, a produtividade e a sustentabilidade da sua lavoura.

 

5. Acompanhe e compare seus resultados à distância

E por fim, mas também muito importante: as máquinas com conectividade permitem com que você monitore sua lavoura na palma da mão, onde e quando você quiser!

Enquanto o operador faz uma aplicação em campo, por exemplo, você pode conferir tudo de um dispositivo móvel ou de um centro de controle, ajudando a assegurar a qualidade operacional e tendo um maior controle do que está acontecendo enquanto você cuida de outros aspectos importantes do seu negócio.

Quer saber mais sobre o que é ter uma fazenda conectada e como isso pode impactar suas safras? Confira:

 

 

Dessa forma, fica claro que cuidar de uma empresa a céu aberto não é uma tarefa fácil. Mas os agricultores carregam dentro de si o encargo e o orgulho de alimentar o mundo com qualidade – e ampliar a conectividade no campo pode ser seu maior apoio nessa missão!

E você, já investe em conectividade na sua fazenda e nos seus maquinários? Continue acompanhando nosso blog e saiba muito mais sobre a agricultura digital.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *